ESPAÇOS CULTURAIS RETOMAM ATIVIDADES PRESENCIAIS EM MINAS

20
208
A abertura dos espaços culturais e o funcionamento dos serviços turísticos foram liberados com a adoção de protocolos sanitários e de segurança mais rígidos. Esta é uma das possibilidades estendidas aos municípios que aderiram ao plano Minas Consciente, de retomada gradual e segura das atividades. Modernizado recentemente, o plano estadual está, neste momento, em sua terceira fase.
Seguindo esse direcionamento, os espaços culturais sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), além de outros que integram o Sistema Estadual de Cultura e Turismo, na capital e no interior, estão autorizados a reabrir ao público e oferecer programações presencialmente a partir deste mês de fevereiro.
A programação completa dos espaços culturais do Sistema Estadual de Cultura e Turismo pode ser consultada em www.secult.mg.gov.br.
– Protocolos de segurança
A atualização do Minas Consciente permite que os equipamentos culturais possam disponibilizar suas programações presenciais em todos os municípios que aderiram ao plano. Independentemente da onda, porém, é necessário seguir as medidas de distanciamento e os protocolos sanitários definidos pelos órgãos de saúde. Na Onda Vermelha, por exemplo, são permitidos eventos para até 30 pessoas, com 10m² de distanciamento; na Onda Verde, por sua vez, o máximo são 250 pessoas com 4m² de distanciamento, além do uso de máscaras e demais medidas conhecidas.
O uso de máscara de proteção, cobrindo nariz e boca, para ter acesso a quaisquer dependências dos espaços será obrigatório. Os visitantes deverão manter as mãos higienizadas, seguir o fluxo único da exposição e manter o distanciamento mínimo em relação a outras pessoas (de acordo com as distâncias constantes do protocolo). O distanciamento deverá ser respeitado tanto na fila de acesso ao local quanto no trajeto expositivo.
É necessário que cada visitante traga consigo sua própria máscara, seja ela reutilizável ou descartável. Os bebedouros de água que exigem aproximação da boca para ingestão estarão lacrados, permitindo-se somente o funcionamento do dispensador de água para copos descartáveis ou garrafas trazidas pelos visitantes.
Por orientação da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), a utilização de guarda-volumes não é recomendada. Sendo assim, a orientação é evitar levar bolsas, mochilas ou sacolas para os museus. Para evitar aglomerações, as visitas em grupo estão suspensas enquanto perdurar a pandemia provocada pelo coronavírus. Pessoas de grupos de risco e com sintomas gripais deverão, por enquanto, evitar a visita aos centros culturais.
JORNAL GAZETA DE NOVA SERRANA, NOTÍCIA E INFORMAÇÃO EM 1° LUGAR! PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP: (37)99972-8787

20 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here