GOVERNO DE MINAS SE PRONUNCIA SOBRE SITUAÇÃO DA SANTA CASA DE CARMO DA MATA; ENTENDA

17
215

A Santa Casa de Misericórdia em Carmo da Mata, tem sido alvo de críticas por estar com os leitos completamente vazios em plena pandemia e com hospitais da região com ocupação acima de 100%. A unidade não integra o plano de contingência de enfrentamento à covid-19 da macrorregião Oeste.

Vereador de Divinópolis, Diego Espino (PSL) fez uma transmissão ao vivo direto da unidade questionando a ociosidade enquanto cidades vizinhas amargam a superlotação.

Na live feita no final da noite de domingo (28), Espino mostrou o hospital com as portas fechadas. Ao chamar, foi atendido por uma das funcionárias que confirmou a informação de que não havia nenhum paciente internado ou aguardando qualquer atendimento. “Olha o tamanho desse lugar e não tem nenhuma pessoa aqui, ninguém”, enfatizou.

O empecilho para adaptar o hospital para receber pacientes infectados pelo novo coronavírus seria a Certidão Negativa de Débito (CND). Sem ela, não há como o hospital receber repasses do governo estadual. Ao Jornal Estado de Minas, o diretor-administrativo da unidade de saúde Antônio Afonso Bernardo Junior, confirmou que a Santa Casa tem débitos que somam R$ 1,5 milhão de gestões passadas. “Nosso escritório de advocacia está tentando ver o que é possível fazer. Estamos falando de débitos de gestões anteriores de 20 anos”, explicou. A partir de repasses do estado, seria possível a unidade equipar-se para receber pacientes de baixa complexidade.

“Poderíamos atender pacientes não COVID, pois a gente consegue fazer isso sem montar CTI, equipes com infectologistas (…) Esses pacientes poderiam ser trazidos para cá e desafogaria os demais hospitais para atender COVID”, afirmou Bernardo Junior.

O diretor descartou qualquer possibilidade de integrar o plano de contingência do estado. Disse que a estrutura física e pessoal não é suficiente para a complexidade dos casos do novo coronavírus. Entretanto, os primeiros atendimentos dos pacientes são feitos na unidade. Quando necessário, a central de regulação é acionada para transferência.

“Algumas informações que o vereador passou não condizem com a realidade. Ele mostrou cilindros de oxigênio vazios. O que ele colocou: ‘por que os pacientes de COVID não vêm para cá?’. Como que traz para um hospital que não tem estrutura para que ele sobreviva?”, disparou o diretor-administrativo.

O hospital tem 24 leitos clínicos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e recebe o teto mínimo do governo federal, R$ 4 mil por mês. Do município, recebe por produção para urgência e emergência e a média de valor é sazonal.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) e a Prefeitura de Carmo da Mata confirmam que o hospital não tem estrutura física para receber pacientes diagnosticado com a COVID-19. Esse seria o principal motivo para deixá-lo de fora do plano de contingência.

“Não possui aparelhagem, tampouco conta com quadro de profissionais suficientes para fazer atendimento de internação”, explicou a prefeitura em nota.

A SES-MG alega que a unidade “tem perfil de atendimento de baixa complexidade hospitalar” e por isso não integra o plano de contingência.

Além disso, ela não conta com rede de gás medicinal hospitalar (que possibilita a chegada de oxigênio a pacientes, por exemplo), respiradores e monitores em quantidade suficiente. A unidade também não dispõe de equipes médicas para atendimento 24 horas.

“A disponibilidade de um leito hospitalar, seja clínico ou de terapia intensiva, especialmente para tratamento de pacientes com COVID-19, requer o cumprimento de normas técnicas e equipamentos específicos, que não são oferecidos pelo Hospital Olinto Ferreira”, informou a SES-MG.

Ainda segundo a secretaria, apenas na macrorregião Oeste, da qual faz parte Carmo da Mata foram abertos 153 leitos de UTI desde o início da pandemia, passando de 109 para 262 leitos.

(Via: Estado de Minas)

JORNAL GAZETA DE NOVA SERRANA, NOTÍCIA E INFORMAÇÃO EM 1° LUGAR! PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP: (37)99972-8787

 

 

 

 

 

 

 

 

17 COMMENTS

  1. … [Trackback]

    […] Here you can find 34004 additional Information to that Topic: maisgazeta.com/governo-de-minas-se-pronuncia-sobre-situacao-da-santa-casa-de-carmo-da-mata-entenda/ […]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here